Crónicas de uma Jovem Atrapalhada | Aquele dias...

Volta e meia tenho daqueles dias mesmo ranhosos... Aliás, ranhosos não são os dias, são as pessoas com que me cruzo... Dias em que acordo MESMO com a sensação: "Hoje não devia de sair de casa... Tenho mesmo a sensação de que não deveria de sair de casa!", só que nesses dias, tanto me deparo com pessoas e/ou situações estúpidas fora de casa, como dentro...

Seja estupidez dos vizinhos, dos carteiros, de coisas estúpidas que acontecem, via online.... Comigo, se é para ser um dia estúpido, tenho o serviço completo...

Hoje foi um desses dias... Estive mesmo, mesmo, mesmo para não sair de casa, pois já tinha a familiar sensação de que não era um bom dia para sair... Mas tenho as minhas responsabilidades, e lá fui eu, esperando demorar no máximo meia hora... Mais de meia hora demorei eu na fila de espera dos ctt, mas isso nem foi o pior.

O pior foi quando passei pelo Pingo Doce, só para trazer umas coisas básicas que me faltavam, uma visita rápida, nem 10 minutos lá estive, e levei no mínimo, os que eu contei, quatro encontrões. Tanto que 30 segundos depois de entrar no supermercado, se eu fosse a passar por um corredor que tivesse mais de duas pessoas, eu dava a volta e voltava lá depois. Outra foi pedir com licença e não ma darem, ainda parece que estão a gozar, mas hoje também não estou com paciência e tive de usar a minha voz possante, que funciona sempre. E nas raras vezes que não funciona, um ****!!!! ou ***** !!! ou *** ***** ***** ****!!!! bem possantes funcionam de maravilha.... Sou muito original nas minhas imprecações, mas para os mais sensíveis não as vou partilhar aqui....

Ultimamente, é incrível a quantidade de gente com tão pouca educação, mal educadas, rudes, nojentas mesmo que se vê por aqui... E grande parte delas são "tias-peruas", todas bem vestidas e penteadas, que nem valem um tostão furado!! Metem nojo.

E mesmo as velhotas, e tenho muito respeito pela terceira idade, aliás, tenho respeito pelas idades todas, mas dou sempre uma atenção especial à terceira, há aqui com cada velha badalhoca, mesquinha, rude e mal educada que nunca na vida vi nada assim!! Cruzes!!!

Bem, hoje um dos encontrões que leve, e digo já que detesto que me toquem, muito menos que me toquem e magoem, um dos que levei, o último até me passar estava eu tão sossegada, sem ocupar espaço NENHUM, encostada ao tapete rolante onde metemos as compras para pagar, no Pingo Doce, à espera da minha vez... Uma vacarrona de meia idade, com a passagem completamente desimpedida e mais do que espaço para passar empurrou-me e ainda bem bateu com a mala que levava, e nem com licença, nem desculpas, nem nada...
Eu estava na caixa no rapaz do costume, o rapaz das nectarinas, e ele perguntou-me, como de costume: "Então, tudo bem?" ao que eu respondi: "Hoje nem por isso".
E então foi mais ou menos assim:
Ele: "Então? É da chuva?"
Eu: "A chuva que se lixe, nem 10 minutos estive cá dentro e já me fartaram de dar encontrões! Não sei se aqui conhecem a palavra - com licença"
Ele: "Ah, não, nada disso, acho que és mesmo tu que atrai essas pessoas!"
Eu: "Ah pois, não me admirava nada! E hoje devo estar com cara de Buda, as pessoas devem pensar que ao me tocarem, lhes dou sorte!"

É daquelas coisas que às vezes digo sem pensar mas acabam por ser grandes verdades, além de fazer sempre rir o pessoal. Riu-se ele e a senhora que estava atrás de mim (que vá lá, essa não me deu encontrão nenhum, até respeitou o meu espaço). Paguei as compras e tal, e quando nos estávamos a despedir ele estica-se e esfrega-me o braço com a mão, do género não fosse eu hoje ser mesmo o Buda e dar-lhe sorte... 
Claro que me arrancou uma gargalhada e sai de lá a sorrir, pelo menos até chegar aos ctt, onde fiquei quase 40 minutos à espera da minha vez, mas antes disso tive de pedir a uma senhora, que estava de pé, com os seus sacos todos em cima do banco. Ao que eu lhe perguntei se se ia sentar ou se me podia sentar eu no lugar dos sacos, ao que ela os tirou de lá, com ar de vaca, ao que eu pouco me importei, vi tanta gente há minha frente e já estava a contar que ia esperar algum tempo, saquei do telemóvel e meti-me a jogar... 

Claro que depois cheguei a casa, arrumei as compras e sentei-me aqui para desabafar, mas normalmente quando estou na net faço imensas coisas ao mesmo tempo, e ainda tive tempo de me chatear com uma pindérica no site "troca-se" que foi uma grande fedorenta e tive de lhe dizer as verdades na cara para não se armar em porca arrogante comigo...

E é assim... Um daqueles dias...

3 comentários:

  1. Bem, é com cada uma! Não sei como é que as aturas, e logo assim aos molhos! Valha-te o rapaz simpático do Pingo Doce :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou aguentando com, seguindo me dizem: "muito mau feitio", mas o que me vale mesmo é o meu sentido de humor e ir descarregando alguma tensão com umas boas asneiras que descarrego nessas alturas à minha moda =P

      Eliminar

✎ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ❤

❥ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑